H@_VIDA_DEPOIS_DOS_40
Make your own free website on Tripod.com







Nome: Tarciso






Contatos:

meu e-mail





meu site sobre o dízimo
e outros temas católicos:


Minha Página Católica

This page is 

powered by Blogger. Isn't yours?

apadrinhe uma criança
apadrinhe uma criança


CAROS NAVEGANTES:

os textos deste blog são de minha autoria, exceto quando for citada outra fonte




Blogs Coletivos
nos quais contribuo:


verso&prosa
encadeados


aos quatro
ventos







BLOGS PREDILETOS:

Não peço permissão para linkar (e, óbvio, deslinkar), mas se alguém não permitir o link aqui basta me alertar que eu removo, ok?!:

blog da
loba


blog do
camafunga


blog do
dirceu


coisas
de tio


cora
coralina


doce
rotina


entra
quem quer


fluxo da
consciência


jeanete
ruaro


joão
poeta


marcos
caiado


nada
demais


o micróbio e
suas infecções


oceanos
e desertos


pedro
paez


poeta
morto


pretensos
colóquios


profana
inquisição


rebel
bia


regis
marques


retalhos e
pensamentos


rodrigo setti's
place


sonhos
e utopias


teatro
da mente









O Ponto de Encontro dos Blogueiros do Brasil



Anel de Poesia
[ Inscreva seu site | | lista dos sites ]
[ aleatorio | <Anterior | Proxima> ]



tô no Blog List












online












17.12.07

no tabuleiro da vida
 
               O tempo todo estamos tomando decisões e, no entanto, há muitos indecisos ao nosso redor - quando nós mesmos não nos tornamos um deles. Pela manhã precisamos nos decidir entre levantar e permanecer na cama. Costumamos nos levantar. Em seguida tomamos automaticamente uma série de decisões e praticamos os atos decididos. Não costumamos nos dar conta de que a nossa rotina é repleta de pequenas e grandes decisões que podem comprometer para melhor ou pior o resto de nossas vidas. Não, não é minha intenção escrever mais um texto de auto-ajuda. Na verdade estaria refletindo em voz alta se não estivesse escrevendo no blog. Me ocorreu que o padrão de nossas decisões está diretamente relacionado com o padrão de nossos pensamentos. Pessoas pessimistas são muito cautelosas e cheias de precauções e tomam ou adiam suas decisões baseadas nesse padrão de excessiva cautela e precaução. Com isso não se expoem a riscos e, de outro lado, tampouco fazem experiências dignas de registro. Vivem uma vida robotizada, conduzidas por uma espécie de piloto automático que tem um vocabulário onde se repetem exaustivamente as palavras "não" e "senão"... O otimista exagerado, por seu turno, toma decisões baseadas em sua fé quase mística de que tudo vai dar certo, se expondo a toda espécie de riscos sem medir as consequências de seus atos. Geralmente sofre perdas pequenas e algumas grandes que não vê com a sua real dimensão. A posição intermediária pertence ao otimista realista que não se deixa influenciar por infundados pessimismos ou otimismos inconsequentes, mas avalia cada circunstância usando o padrão da realidade que vive e presencia. Ouve pessimistas e otimistas e desfere calculadamente o seu diagnóstico quando toma as suas decisões. Na maioria das vezes acerta e é bem sucedido. Algumas vezes erra e aprende com os próprios erros. O otimista realista sabe que pode ganhar ou perder e por isso não vive jogando de forma leviana. Quanto sente que tem boas possibilidades de ganhar ele se prepara para o lance, faz a jogada na hora certa e espera o resultado. Faz o seu jogo calculado... Diante do empreendimento de viver prefiro ser esse tipo de agente otimista realista que não evita o jogo quando é preciso jogar! E você, faz o seu jogo ou prefere nem jogar?!...

verbo rasgado por tarciso


é possível comentar por aqui também

Comentando:



14.12.07

bateu saudade
 
O tempo de Natal ressuscita em mim certas saudades e hoje estou sentindo a falta de alguém muito especial incrustrado no passado, alguém inesquecível. Dado que não disponho de meios para mudar o enredo desta história, permito que adormeça em mim esta lembrança. Foi tão bom o curto espaço de tempo em que estivemos próximos e por isso essa saudade rói de vez em quando ameaçando transbordar águas contidas. O mundo vira as páginas e as circunstâncias determinam os acontecimentos e as separações que entristecem. Sinto tanto a falta das conversas que não tinham fim e que invariavelmente terminavam num abraço caloroso. Resta um vazio daquela insubstituível amizade... Tomara que esteja e fique bem!

verbo rasgado por tarciso


é possível comentar por aqui também

Comentando:



9.12.07

olhando ao redor
 

A possibilidade humana vai do finito ao infinito e nesse leque sem fim só é possível estar num único lugar a cada vez. Qual é a bola da vez? Onde está você nesse momento? Ocupa o mesmo espaço que seu corpo ou acaso se encontra a milhares de milhas daqui... Temos cuidados com as pessoas ao redor ou simplesmente a impaciência nos impede vê-las?! O mosaico de preciosidades no qual nos encontramos incrustrados merece o nosso olhar admirado ou fitamos obsessivamente apenas o nosso próprio umbigo? Tantos de nós vivemos reclamando de tudo e nos sentimos insaciáveis e desejosos de suprir nossos grandes e pequenos desejos. Egocentrismo. Tendemos a isso normalmente, mas é preciso aprender a lutar e investir ternura, zelo e cuidado com as vidas ao redor. Na verdade, elas é que costumam dar rumo ao nosso existir, sentido aos nossos passos. Claro que é preciso amar-se por primeiro porque não será possível uma posição altruísta de alguém que não se ame, que viva com uma auto estima rasante... Mas o que estou falando? Na verdade é um pensamento que quer voar independente do meu controle, ainda que tenha tudo a ver com o que eu penso... Em suma, viver pode ser muito bom se eu aprender que há vida ao meu redor e não apenas em mim!

verbo rasgado por tarciso