Make your own free website on Tripod.com

            H@ VIDA DEPOIS DOS 40

...com pensamento, opinião e poesia em doses homeopáticas...

segunda-feira, 18 de janeiro de 2010

caminho

os ciclos me reciclam
e enquanto o tempo envelhece
surgem tenras personagens
a preencher de vida
o horizonte da gente
reduzo expectativas
baixo a guarda
e o medo da ferida
esqueço o desempenho
e já não proponho
não amparo pretensões
não me abalam presunções
apenas navego os sentidos
descobri que assim me refugio
das tempestades
e me abrigo
nas calmarias que há em mim
improviso palavras
embalo pensamentos
e não faço juramentos
apenas sutil caminho
ensaiando distraído
cada passo em meu lugar...

2 Comentários:

  • Às 18/1/10 23:39 , Blogger Marliborges disse...

    Uau! Que versos hein, e que verdades! Adorei. Estou sempre por aqui. Um abraço.

     
  • Às 18/1/10 23:55 , Blogger Lola Meireles disse...

    Um belo verso, quando li pensei muito em uma música de Ney Matogrosso LEMA. Muito bons suas poesias, escrevo tb, mais cronicas...

     

Postar um comentário

<< Início