Make your own free website on Tripod.com

            H@ VIDA DEPOIS DOS 40

...com pensamento, opinião e poesia em doses homeopáticas...

quinta-feira, 14 de agosto de 2008

caminhada

        Urgências e malemolências se alternam na rotina. Um plano bem elaborado ou intuitivo é seguido por todos e cada um. Não há como evitar. Até aquelas pessoas mais desorganizadas sabem quais passos deveriam dar para alcançar tal ou qual objetivo. Se a pessoa dá ou não aquele passo já não vem ao caso. Olhando ao redor vemos pessoas com ingredientes e predicados vários que parecem patinar apesar do esforço e outras que aparentemente não tem os mesmos recursos mas nadam de braçada na sua trajetória de vida. Minha tese para explicar estas aparentes incongruências se relaciona ao foco de cada um. Quem tem um olhar alçado para os seus objetivos imediatos e a médio e longo prazo sabe onde quer chegar, poupa energias e encontra atalhos para abreviar sua conquista das metas almejadas. Quem vive cabisbaixo tentando decifrar o próprio umbigo navega em círculos, sem rumo e às vezes na contramão. É preciso enxergar ao menos tres pontos do caminho: aquele do próximo passo, aquele mais longínquo que a vista alcança e aquele que supera a linha do infinito e é visto com o olhar da fé... Só a consciência dos passos no caminho, o olhar atento e o coração embevecido oferecem ao caminhante a força e a certeza de chegar.

2 Comentários:

Postar um comentário

<< Início