Make your own free website on Tripod.com

            H@ VIDA DEPOIS DOS 40

...com pensamento, opinião e poesia em doses homeopáticas...

quinta-feira, 31 de julho de 2008

fim de julho

        Olho sem pressa pela vidraça da janela e vejo a tarde dourada se espreguiçando. Árvores altas com folhas dançando à brisa desse árido inverno. Tudo é lento exceto meus pensamentos que me levam e trazem para múltiplos tempos e lugares já vividos. Tento imaginar algo que virá sem saber que espaço ocuparei dentro de cinco anos. Sobrevivendo até lá estarei então às vésperas dos sessenta, algo para mim difícil de imaginar. Ainda ontem eu era apenas um rapaz latino americano feito aquele imortalizado na voz de Belchior. Vindo do interior, sem dinheiro no bolso... Sereno, enfrento as melancolias sazonais inexplicadas. De vez em quando, nestes tempos, me engole uma compulsão consumista na vã tentativa de preencher certos vazios. Algumas vezes me ressinto de abraços ausentes conquanto tenha outros aconchegos no presente. A vida é boa, é mansa, é bela feito um lago rodeado de árvores centenárias. Tranqüilidade demais atrai o tédio e o meu remédio é pensar acelerado, sonhar acordado e nada mais... Tenho certeza que amanhã todas as cores recobram seu natural brilho.