Make your own free website on Tripod.com

            H@ VIDA DEPOIS DOS 40

...com pensamento, opinião e poesia em doses homeopáticas...

segunda-feira, 17 de março de 2008

verbo surdo

no verso da palavra há um estopim incendiário
que pede água imaginária e afoga seu rastilho
então se recomeça um outro ciclo perdulário
revisitando palavras estopins e águas em delírio
será que não transcende esse imanente sanguinário
esse desejo incinerante submerso e carmesim?!
me engarrafo tamponado no silêncio
meus olhos ficam tão grudentos ...
de onde estou vindo, pra onde estou indo?!
antepassados produziram morticínio
que vaticinam rancoroso odor de morte
o medo camuflado nas manchetes dos pasquins...
enfrentamento e fuga
eros e tanatos
fato inconteste nesta raiva machucada
imotivada e agreste
deambulando em pleno cativeiro
rubra escarlate em seu cheiro
nessa instância amordaçada até o fim...

4 Comentários:

  • Às 17/3/08 15:59 , Blogger biazinha disse...

    Uau...Tio...vc tá tão Neoparnasiano!
    Lindo poema...aliás como tds que vc escreve.
    Ah, o texto que coloquei não parece autobiográfico não..imagina se minha mãe deixaria eu andar maltrapilha...fala sério! Hahahaha.
    Bjuxxx.

    ^^

     
  • Às 17/3/08 16:24 , Blogger biazinha disse...

    Eu percebi, tio...relaxa! Foi só pra movimentar essa atmosfera blogueira....hahahaha.
    Feriado tá chegando!

    :p


    bjuxxx.

     
  • Às 18/3/08 13:14 , Anonymous Joyce disse...

    Meu amigo Tarciso!
    Como vai a vida?
    Estudando muito?
    Muito bem! Gostei muito da criatividade das rimas!!! Um poema com seu ritmo próprio, ficou muito belo!

    Abraço!!!

     
  • Às 20/3/08 04:55 , Blogger biazinha disse...

    Tiooooooooooooo:
    Não sei se vc é aposentado ou ainda trabalha, mas mesmo assim, bom feriado, tá?


    Bjuxxx.


    ^^

     

Postar um comentário

<< Início