Make your own free website on Tripod.com

            H@ VIDA DEPOIS DOS 40

...com pensamento, opinião e poesia em doses homeopáticas...

quarta-feira, 13 de fevereiro de 2008

tsunamis

Após um arrastão de sentimentos confusos que por vezes nos invadem corpo, mente e alma, sobra apenas uma clareira no meio de uma densa floresta interior repleta de pigmeus. Estes serezinhos espionam descaradamente a nossa mente confusa e saem contando a todo mundo quem na realidade somos. Na verdade eles não falam - são mudos - mas dirigem holofotes reveladores sobre os nossos pontos mais sombrios. Tá certo que ninguém fala dessas coisas, fingindo que não existem dores escondidas e que homem que é homem não chora... As vezes são necessários muitos anos pra que a coragem nos ajude a retomar certos eventos e só então encará-los de frente. Aí, como se diz, as águas já rolaram e não há muito por fazer a não ser rir de tudo aquilo que, quando aconteceu, tantos males nos causou. O riso é de fato um grande remédio. Uma de suas qualidades é que nos ensina a não levar tudo tão a sério na vida. Claro que não são lições muito fáceis no momento mesmo em que nos estão sendo ministradas - no meio de lágrimas e ranger de dentes. Mas a gente cresce - não necessariamente amadurece, - e inevitavelmente ficamos mais velhos. Aí você se olha no espelho e não consegue acreditar que aquele cara ali na sua frente já passou dos cinquenta. Parece que foi ontem que tudo começou mas, na melhor das hipóteses, mais da metade já ficou para trás. O que me parece estranho é que mesmo depois dos inúmeros pequenos tremores ou dos raros grandes tsunamis da vida - ainda me sinto aquele mesmo rapazinho que já não aparece mais na minha frente quando o procuro no espelho...

4 Comentários:

  • Às 14/2/08 11:54 , Blogger Avulsos disse...

    somos feitos de lembranças, meu caro!! elas nos abastecem, nos estimulam, tanto para o bem quanto para o mal.tem uma música que o Pedro Mariano canta e que diz: "Eu espero que você não esqueca
    que eu te contava histórias
    que valiam risos e memórias
    tão sinceras...". é isso que fica, que permanece. Ainda que o espelho insista em tentar enganar nossos olhos, as lembranças que estão guardadas, e que de uma hora para vêm a tona como um vulcão em erupção, somos nós e o nossa maneira nostálgica de tocar a vida!!

     
  • Às 15/2/08 17:04 , Blogger Adri - Dri - Drika disse...

    Um ótimo fim de semana ;)

     
  • Às 19/2/08 21:21 , Blogger mADAME F. disse...

    http://www.faraway.blogger.com.br/

    QUEEE LINDÓÓÓ!

    Eu só tenho 23 e muitas vezes procuro aquela eu que era eu no passado não muito distante... Essa coisa do tempo é assustadoramente bizarra.


    CHEIRO.

     
  • Às 20/2/08 10:00 , Blogger Gus disse...

    adorei o post. abraço!

     

Postar um comentário

<< Início