Make your own free website on Tripod.com

            H@ VIDA DEPOIS DOS 40

...com pensamento, opinião e poesia em doses homeopáticas...

sábado, 31 de março de 2007

decolagem
(breve conto)

O olhar embaçado e a visão turva. O tempo se arrastava lentamente e as luzes brancas do teto lhe eram desconfortáveis. Vultos alvos deslizavam pelos corredores e vozes estranhas ressoavam. Aonde estaria?! Sentiu um leve solavanco e percebeu que se movia, ou melhor, que o moviam provavelmente sobre uma maca. Pareceu-lhe estar num hospital. Mas não tinha nenhuma lembrança de qualquer acontecimento que justificasse sua presença em um hospital - nem mesmo alguma dor ou sensação de sofrimento. O movimento vai diminuindo, diminuindo suavemente e agora há uma grande luz diretamente sobre sua cabeça. Uma enorme lua branca em hallos suaves. Sente-se como que ampliando-se e ao mesmo tempo se tornando leve, leve... Mais vultos se aceleram à sua volta e ouve vozes agitadas. Parece que lhe colocam uma máscara e um frescor intenso invade seus pulmões. Sente-se flutuando... flutuando, flutuando... Parece que chegara a sua hora de voar.