Make your own free website on Tripod.com

            H@ VIDA DEPOIS DOS 40

...com pensamento, opinião e poesia em doses homeopáticas...

domingo, 10 de setembro de 2006

mal entendidos

Pela existência afora vamos encontrando pessoas. A grande maioria apenas passa, mas um número significativo delas se tornam conhecidos, colegas, cooperadores. São flashes de luzes que faiscam ocasionalmente e enfeitam a vida. Mas existem algumas poucas pessoas em particular que balançam as nossas estruturas, se encastelam em nossa história, se amalgamam conosco e fazem o nosso enredo ganhar novos ingredientes quando passam a contracenar conosco. Fazemos juntos dramas e comédias. Como fica rica a nossa caminhada por conta dessas pessoas que passamos a chamar de amigos. Tenho poucos amigos porque a amizade é um sentimento exigente demais para ser alguma coisa de atacado - de quantidade. Amizade rima com qualidade. Amo os meus poucos amigos e sinto muita dor na alma quando algum mal entendido consegue estremecer anos de afeto acumulado em amizade. Mas, infelizmente, isto às vezes acontece. Então, resta esperar que tudo se clareie e se resgate o valor da amizade machucada. Pena que alguém provavelmente não vá ler estas linhas e entender de perto o meu lamento!