Make your own free website on Tripod.com

            H@ VIDA DEPOIS DOS 40

...com pensamento, opinião e poesia em doses homeopáticas...

domingo, 23 de outubro de 2005

chuvas

procuro alguma fonte dos versos
perscruto no horizonte fugidio
escuto o canto manso de uma brisa
talvez estejam nos pássaros em revoada
mas amanhã quero acordar bem cedo
quem sabe encontre pela madrugada
absoluta mesmo é a mediocridade
rodeia pusilânime as minhas falas
engole o brilho dos pensares
não sei o que falo
devo calar-me porque a tarde avança
e a noite surge roubando a luz do dia
eu sei - só não compreendo plenamente
os ciclos se sucedem
já me vi em fase de sorrisos
chorei múltiplas lágrimas - saudades
também de dores escondidas
festas não pontificam minha vida
gosto de celebrar a discreção
os trens são conjuntos de vagões
e cada um carrega universos
dos quais eu sou apenas um
acho que amanhã fará calor
cansei deste chover dentro de mim...