Make your own free website on Tripod.com

            H@ VIDA DEPOIS DOS 40

...com pensamento, opinião e poesia em doses homeopáticas...

quarta-feira, 26 de outubro de 2005

bem melhor

O bem estava ali adormecido enquanto o mal rondava sorrateiro. Quem nunca viu o sorriso dissimulado do mal atire a primeira pedra... Ao abrir a porta sem perceber que o seu assédio se instalava eu ainda não me dera conta da situação. Adentrou fantasiado e foi preciso algum tempo para reconhecê-lo. Abriu um alforje envelhecido e começou a tirar algumas de suas tralhas: um ressentimento antigo e fosco, uma dose de mau humor, algumas mentiras deslavadas envoltas em meias-verdades e falsos escrúpulos. Comecei a rir daquelas coisas e deixei-me ludibriar. Para ser sincero senti algum prazer – mórbido prazer. Mencionou pessoas que eu amava e me mostrou defeitos que eu já conhecia. Mas foi tão convincente em seus argumentos que me pareceram verdadeiros monstros por aquela análise. Então aquela atitude foi premeditada?! Não, não foi apenas premeditada. Foi preparada, ensaiada e totalmente eficaz – veja o seu deprimente estado atual. E como eu não tinha percebido isso tudo antes? Foi pura ingenuidade, meu caro... santa ingenuidade! Havia muita ironia nesta última frase e para o meu bem – que resolveu despertar ao som da palavra santa proferida por lábios tão cruéis – desfiz-me do engano e repeli o intruso que tentava plantar em mim a cizânia da discórdia. Não, definitivamente, novamente vigilante eu pensei: não sou do mal, eu sou do bem!