Make your own free website on Tripod.com

            H@ VIDA DEPOIS DOS 40

...com pensamento, opinião e poesia em doses homeopáticas...

quarta-feira, 21 de setembro de 2005

antigas estações

me lembros dos grandes armazéns
e seus tons pastéis envelhecidos
o aroma do café recendia pelo ar
mas tudo me soava indiferente
os prédios insossos, as construções dolentes
não entendo hoje essa saudade
dos trilhos de ferro em traçados paralelos
o trem sinuoso e impertinente
perturbando a paisagem
com seu barulho e movimento
eu era só um adolescente
e era tão impaciente
refém das tardes modorrentas
que insistiam em se arrastar
ao som intraduzível das cigarras
distraído palmilhava os dormentes
não dá mais para voltar
e do ponto onde estou
a saudade rói
a saudade dói
dos armazéns irreais
e tantas fantasias que guardavam
chorei as partidas
sonhei as chegadas
nas muitas estações
ao apito dos trens...