Make your own free website on Tripod.com

            H@ VIDA DEPOIS DOS 40

...com pensamento, opinião e poesia em doses homeopáticas...

quarta-feira, 17 de agosto de 2005

possível regresso

Era um belo rapaz mas para mim não passava de uma criança grande de olhos castanhos.
Algum relaxo nas roupas provavelmente sem trocar há dois ou tres dias. Parecia perambular sem ter aonde ir... Perguntei seu nome, idade e a resposta foi 17. 17?
Sim, tenho 17 porque nasci em 88.
Ok, mas qual é o seu nome?
Você não sabe?!
Como eu saberia seu nome?
Quem são seus pais?
Você não sabe?!
Aonde você mora?
Acho que você sabe!
Onde está indo?
Estava procurando meu pai!
Posso ajudar você?!
Pode sim... agora preciso algo para comer.
Fomos até à padaria e o vi sorver avidamente uma jarra de frapê acompanhada de dois sanduíches de presunto e queijo. Ofereceu-me mas recusei. Era visível a sua satisfação. Ele mesmo pagou a conta e eu fiquei sem saber o que fazer, ali em sua frente. Aproximou-se de mim, abraçou-me demoradamente e disse:
pai, vamos pra casa?!...